Política de TIC

O Governo de Minas Gerais, por meio do Comitê de Tecnologia da Informação e Comunicação, atento às tendências e melhores práticas nacionais e internacionais,  publicou o Decreto nº 47.974/2020, que institui a Política de Tecnologia da Informação e Comunicação - TIC, assumindo posição de protagonista neste cenário e se propondo a transformar sua relação com os cidadãos, o mercado e demais entes públicos por meio da tecnologia. A Política de TIC tem como diretrizes gerais:

  • transformar a TIC em uma entidade ágil, acessível e inovadora para a prestação de melhores serviços para os usuários dos serviços públicos;
  • prover soluções sistêmicas integradas e padronizadas;
  • aprimorar os processos de Governança de TIC;
  • incentivar a liderança, colaboração e formação continuada para transformar os colaboradores de TIC;
  • proteger e gerenciar a informação como um ativo, criando uma infraestrutura que preserve a confidencialidade, integridade e disponibilidade da informação e respeite a liberdade e privacidade dos dados de usuários dos serviços públicos; e
  • disponibilizar soluções tecnológicas para que o governo implemente políticas públicas eficazes e transparentes fundadas em dados e evidências.

 

A Política de TIC tem ainda diretrizes específicas, que representam objetivos secundários a serem buscados no que se refere à TIC dentro dos próximos quatro anos. Trata-se de propostas para áreas específicas relacionadas à TIC, com definições mais claras de atuação. As áreas específicas de TIC nas quais foram divididas as diretrizes específicas são

  • Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação;
  • Infraestrutura e Serviços de TIC;
  • Segurança da Informação;
  • Sistemas e Dados;
  • Governança de TIC;
  • Recursos Humanos de TIC;
  • Acesso à Informação, Participação e Controle Social; e
  • Transformação Digital dos Serviços Públicos

 

Clique aqui para consultar o infográfico da Estratégia de TIC 2020.

 

O documento Governo Digital, que contém uma análise histórica da área de TIC nos últimos anos, fornece informações sobre o histórico das ações centrais e apresenta sugestões de ações estratégicas a serem desenvolvidas nos próximos anos, direcionando a TIC estadual para as boas práticas conforme ficou definido no PDTIC.